Spitting Fire: Toleman TG183B

Posted Posted by Pipe in , , , Comments 4 comentários



Vamos dar um tempo nesse negócio de hill climb. Essa imagem eu vi no cabeçalho do blog do meu amigo Leandro Castro (Fórmula Total) outro dia, achei bonita a cuspida e o carro diferente, e perguntei se ele podia me enviar. Ele não só enviou como passou várias informações. Essa é a Toleman TG183B em Ímola no ano de 1984 com Johny Cecotto na pilotagem. Pelo que o Leandro disse, o cara era muito bom correndo em duas rodas, foi campeão mundial e tudo, mas na F1 não deu sorte, teve um acidente feio, quebrou as pernas e abandonou a categoria.

Esse carro disputou a temporada de 1983 e o início da de 1984, tinha um motor Hart turbo 1.4L. Ficou marcado por ter sido o carro com que Senna fez sua estreia na F1 no GP do Brasil em Jacarepaguá em 84. A pintura da Segafredo é bonita, o estranho são as duas asas traseiras, uma solução incomum e pelo visto ruim, pois o carro não andava muito bem. Abaixo para ilustrar, uma imagem do piloto brasileiro a bordo da Toleman, foto também enviada pelo Leandro.

*Atualizado
Vale acrescentar mais algumas informações sobre esse carro passadas pelo Caranguejo. Segundo ele o TG183B, que tinha projeto assinado por Rory Byrne não era de todo ruim, o problema foi que demoraram para conseguir um bom acerto e também o motor Hart era muito fraco. Mas mesmo assim Derek Warwick pontuou com ele em quatro GPs e Senna em um, conseguindo seus primeiros pontos na F1.


4 comentários:

Pedro Costa disse...

Olá, tudo bem?

Estranha também era a entrada de ar para os radiadores que ficavam dentro da asa dianteira, fazia lembrar o Brabham BT46 de 1978, uns bons anos antes...

Um grande abraço.

Pedro Costa

Rui Amaral Jr disse...

Pipe, como dizia minha mãe "bonito de feio"! Mas carro de corrida não é bonito nem feio, tem história e esse tem muita!
Mostrou o Ayrton ao mundo!

Um abraço

Rui

Anônimo disse...

O TG183B não era tão ruim. Apenas seu acerto veio meio tarde, mas permitiu que em 1983, Derek Warwick conseguisse pontuar em quatro GPs. Em 84 o carro apareceu em poucas corridas e foi substituído pelo TG 184, mais evoluído e que permitiu a Senna suas primeiras performances dignas de registro. Mas foi em um 183B que Ayrton marcou seus primeiros pontos (6º lugar em Kyalami). O grande problema tanto de um modelo quanto o outro foi o fraco motor Hart, mas ambos os projetos eram assinados por Rory Byrne. Schumacher sabe quem ele é.
Caranguejo

Pipe disse...

Oi Pedro, tudo certo?
Eu não tinha reparado nessa entrada de ar, mas é estranha mesmo, outra solução esquisita junto com as duas asas. Também dei uma olhada rápida nessa Brabham que vc comentou e realmente os dois carros tem alguma semelhança, vai ver um serviu de inspiração para o outro, vai saber.
Abraço.

--------------------------

Fala Rui,
Interessante a expressão, é tão estranho e incomum que chega a ser bonito, rs. Mas concordo com vc, o mais importante nas máquinas de corrida são os seus feitos, e revelar para o mundo um dos maiores pilotos de todos o tempo é um feito pra lá de considerável mesmo.
Valeu, abraço.

-----------------------------

Fala Caranguejo,
Obrigado pelas informações, que já foram devidamente incluídas no post. Pena o acerto ter vindo tarde e o motor ser fraco, o carro merecia melhor sorte. Mas é como o Rui disse, esse carro teve um papel importantíssimo ao revelar Senna para o mundo e merece consideração.
Abraço,