Alfa Romeo 33 TT3 Spider

Posted Posted by Pipe in , , Comments 6 comentários




Nesses últimos dias encontrei muito carro que não conhecia e outras fotos de carros que já conhecia, e estou com um acervo maior ainda pra postar aqui, só de Spitting Fire acho que dava pra fazer outro blog, rsrsrs, mas como só posto um de cada vez, é melhor começar logo.

Esse é o Alfa Romeo 33 TT3 Spider, um simpático protótipo de corrida da fábrica italiana que correu entre os anos de 1969 e 1971 entre outros campeonatos no SCWC (Sport Cars World Championship) e na CanAm. Existiram modelos 33 antes e depois desse, mas esse post só trata do TT3, "TT" de Tellaio Tubulare ou chassi tubular, que a fábrica estreou nesse modelo.

O motor era um V8 3.0L com 400HP, e pelo que encontrei esse carro conseguiu alguns resultados significativos, tendo em vista que seus adversários diretos eram ninguém menos que os incríveis Porsches 917. Ganhou os 1.000 km de Buenos Aires, os 1.000 km de Sebring e os 1.000 km de Brands Hatch, todos em sua classe e não na geral, e ficou em um segundo lugar geral no campeonato mundial em 1971.

Os modelos nas fotos são em campeonatos recentes de clássicos, e é possível reparar as diferentes asas traseiras utilizadas. O triângulo com a logo da Alfa na grade é um charme a parte.

*Atualização
Segundo informação do mais novo amigo Cláudio Paes Leme, o carro número 133 é um Alfa T-33/3 de chassi monocoque que correu o mundial de marcas de 71 e conquistou três vitórias. A primeira nos Mil km BOAC em Brands Hatch com Henri Pescarolo e Andrea de Adamich, depois em Targa Florio com Nino Vaccarella e Toine Hezemans e a última em Watkins Glen com Ronnie Peterson e Andrea de Adamich. Foram as únicas provas que a Porsche não venceu naquele ano. Ele lembra que após conseguir o segundo lugar no Mundial de Marcas a Alfa prometia muito para 72, o que acabou não acontecendo. Valeu pelas informações Cláudio!

© Dave Adams


6 comentários:

formulatotal disse...

Carrinho simpático essa alfinha.
Não conhecia o modelo.

Até mais
Leandro Castro

Rafael Oliveira disse...

Imagino o ronco destas meninas...me lembra as saudosas P33, carro este eternizado no Brasil pelo nosso melhor piloto de carro esporte (na minha opinião, é claro, o Moco)

Coisa de arrepiar!!

Abraços.

Rafael Oliveira.

Claudio Paes Leme disse...

Olá Pipe belo blog e belo post. Apenas uma correção o carro numero 133 é um Alfa T-33/3 de chassi monocoque modelo que correu o mundial de marcas de 71 e conquistou três vitórias. A primeira nos Mil km BOAC em Brands Hatch com Henri Pescarolo e Andrea de Adamich, em Targa Florio com Nino Vaccarella e Toine Hezemans e Watkins Glen com Ronnie Peterson e Andrea de Adamich. Foram as únicas provas que a Porsche não venceu naquele ano. A Alfa chegou em segundo no Mundial de Marcas e prometia muito para 72 o que acabou não acontecendo. Grande abraço

Pipe disse...

Fala Leandro,
Eu tb não conhecia não e achei bem maneirinho, deu vontade de pilotar um, rsrs.
Falou cara, abraço.
---------------------------------------

Fala Rafael, eu procurei um vídeo do carrinho andando mas não encontrei, deve ter um ronco muito show mesmo.
É verdade, tem alguma coisa de P33 ali sim, de repente faço um post dela mais pra frente, também era um belo carro.
E o Moco sem dúvida, um dos maiores do nosso automobilismo, eu não acompanhei sua trajetória nas pistas, mas por histórias e relatos dá para ter uma noção, devia ser demais ver ele pilotando o Alfa em Interlagos.
Valeu cara, abraço.
---------------------------------------

Oi Cláudio, obrigado, e seja bem vindo! Que bom que você gostou, é muito legal ter um retorno positivo.
Valeu pelas observações sobre o Alfa, vou atualizar no post, muito bem corrigido.
Fique a vontade para aparecer mais vezes.
Um abraço.

Rafael Oliveira disse...

Pipe...

Dá uma olhada neste acervo, não sei se vc tem este site em seus favoritos, se não tiver, é o mais completo acervo sobre corridas e carros esportes brasileiros.
http://www.anisiocampos.com/his.html

Sobre o Moco, sou um fã incondicional dele, e digo, o único piloto brasileiro que andou próximo ao Moco em técnica foi o Luiz Pereira Bueno, outro monstro que infelizmente não teve muita sorte na F1.

Grande abraço.

Rafael Oliveira.

Pipe disse...

Fala Rafael, muito show o site, não conhecia. Muito obrigado pela dica, com certeza vou gastar um bom tempo lá pra conhecer mais dos carros nacionais e das histórias, valeu mesmo.

Não conheço muito da carreira do Luiz Pereira Bueno, mas sei que pilotou demais também, boa lembrança. Tem uns pilotos que realmente não deram sorte na F1 mesmo, uma pena.

Valeu cara, abraço.